sábado, 19 de agosto de 2017

Benfica vs Belenenses - Mais um Penta

Jonas Pistolas o homem do jogo
Jonas Pistolas o homem do jogo

Grande jogo, grandes golos!!!

Mais uma casa cheia no Estádio da Luz para o dérbi com o Belenenses relativo à 3ª jornada da Liga NOS 2017/18, nada que surpreenda.
Acompanhe a análise ao jogo, à forma como o Benfica se comportou neste regresso a casa. Destaque para os momentos altos, os casos e os protagonistas da partida.
A lesão de Fejsa obrigou Rui Vitória a alterar o onze em relação à partida de Chaves, cabendo a Filipe Augusto a difícil tarefa de o substituir, até porque continua a não contar com o castigado Samaris.

Onze inicial: Bruno Varela, André Almeida (Lisandro 80’), Luisão, Jardel, Eliseu, Filipe Augusto, Pizzi, Salvio (Chrien 70’), Cervi, Jonas e Seferovic (Raul 67’).
Suplentes: Paulo Lopes, Lisandro, Chrien, João Carvalho, Diogo Gonçalves, Rafa e Raul.

Entrada de Águia

O jogo começa praticamente com o primeiro golo da partida. Livre de Pizzi sobre a direita com Jonas a concluir de cabeça. Estava aberto o marcador. Pensava-se que se iria assistir a um domínio avassalador do Benfica, mas o Belenenses reagiu bem ao golo sofrido e equilibrou o jogo.
Perto dos 10 minutos o Belenenses teve a sua única oportunidade de golo num lance em que Eliseu foi pouco expedito. Seguro Varela no duelo com Diogo Viana. Os de Belém definiam bem os timings e as zonas de pressão impedindo que o futebol do Benfica tivesse a fluência habitual.
Que bonito é o Estádio da Luz cheio
Que bonito é o Estádio da Luz cheio
À meia hora de jogo, após lance em que Luisão esteve perto do golo, Salvio faz o segundo da noite com um golo de levantar o estádio. O Belenenses acusou este golo e logo de seguida sofre o terceiro num lance em que Seferovic demonstrou frieza na cara do guarda-redes, após boa assistência de Jonas.
Perto do final da primeira parte Jonas tem um lance de génio que esteve perto de se tornar num dos golos do campeonato. Chapéu ao guarda-redes desde o meio campo que acaba por embater no poste da baliza belenense.

Génios à solta

Foi um Benfica avassalador que apareceu no relvado da Luz na segunda parte. Pressão constante não deixando o Belenenses ligar dois ou três passes. Ameaçou Seferovic logo a abrir, seguiu-se Luisão com uma cabeçada ao poste que o vídeo-árbitro certamente anularia por fora de jogo caso entrasse. Seferovic atira rente ao poste após excelente passe a rasgar de Filipe Augusto. Era um período de grande domínio e muitas oportunidades, mas o golo não aparecia.
Continuou o domínio com Cervi a acertar no poste após excelente jogada coletiva e Jardel a cabecear com perigo um excelente cruzamento de Pizzi. A última oportunidade não aproveitada coube a Raul que remata cruzado ao poste.

Aparece o Pistolas

Toto Salvio, regresso à boa forma
Toto Salvio, regresso à boa forma
Finalmente os golos. Sem palavras para descrever o remate de Jonas no quarto golo. O mesmo Jonas faz o quinto depois de mais uma grande jogada de envolvimento. Destaque para os excelentes passes de Raul nestes dois lances.
O jogo termina com a Luz em festa. Grande jogo, grandes golos, grandes jogadas e mais três pontos numa caminhada que ainda está a começar.
#naomefodas mode on
Porque é que o crl do poste não se desviou para a bola do Jonas entrar? Se eu mandasse alguma coisa, de castigo pintava-o de azul e verde durante uma semana.
Quando jogamos com o Belenenses os fdp dos dragartos não se calam com a treta do Miguel Rosa. Não é altura de deixarem o rapaz em paz, seus montes de mrd.
#naomefodas mode off
Venha o próximo e viva o Benfica!!!

Destaques do Baralho

REI: Jonas – Ameaça ser uma presença muito frequente neste trono. Dois golos, um golaço, um quase golo do campeonato e muita classe.
ÁS: Golo de Salvio – Grande golo para moralizar um jogador que está a regressar aos bons velhos tempos. Esperemos que não venham más notícias.
SENA: Águia VitóriaNão pode falhar a “aterragem”. As propostas milionárias da Lázio e Besiktas estão-lhe a mexer com a cabeça. Há que lhe melhorar o contrato para lhe dar estabilidade.
DUQUE: Lesões – Duas substituições forçadas por lesão não agradam a ninguém. Esperemos que Salvio e André Almeida, curiosamente a ala direita, recuperem depressa.

Também pode ler: